6 de Dezembro de 2022 | Coimbra
PUBLICIDADE

Paulo Ilharco

Louco

11 de Novembro 2022

Como é que eu poderia ser normal,

Se vejo a Imensidão dentro de mim?

Como é que eu poderia ser banal,

Se voltei a nascer depois do Fim?

 

Como é que eu poderia ser mortal,

Se detenho asas como um Querubim?

Como é que eu poderia ser igual,

Se ultrapassei o Topo de onde vim?

 

Como é que eu poderia ser comum,

Se existe no meu peito dom algum

Que me eterniza noutro Além profundo?

 

Como é que eu poderia ser vulgar,

Se sou dono da Lua e do Luar

E até do Louco que me trouxe ao Mundo?

 

30/10/2022             À Pureza Belo,

à guisa do meu (e)terno obrigado,

por me ter ajudado a grafar “Louco” com letra maiúscula.

Paulo Ilharco


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM