18 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

IPO de Coimbra quer continuar a ser uma referência nacional aos 60 anos

6 de Janeiro 2023

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra, que completou 60 anos na quinta-feira passada (29 de dezembro), pretende continuar a afirmar-se como uma instituição de referência no Serviço Nacional de Saúde (SNS) na prestação de cuidados com qualidade e em tempo oportuno.

“Assumimos com orgulho o nosso passado e a nossa história. Cultivamos no presente os valores que nos foram transmitidos ao longo de gerações e acreditamos que a nossa maior força é colocar o doente no centro do cuidar”, salientou Margarida Ornelas, presidente do conselho de administração, em conferência de imprensa.

Numa sessão para apresentar o programa comemorativo dos 60 anos de atividade, que se vai estender ao longo do ano, sob o lema “Construindo o presente entre o passado e o futuro”, a administradora frisou que “a unidade hospitalar preparou o futuro para reforçar o compromisso com o doente oncológico e reafirmar o nosso papel de centro de referência em oncologia do SNS”.

Margarida Ornelas sublinhou que o IPO de Coimbra, que tem 181 camas e emprega mais de um milhar de pessoas, “tem crescido e modernizado”, salientando os investimentos em curso de requalificação e ampliação do edifício da cirurgia e imagiologia, cuja conclusão está prevista para novembro.

A empreitada, no valor de 27,9 milhões, que começou no final de 2021, “marcará o futuro não só do IPO de Coimbra, como da própria região Centro, por permitir melhorar a qualidade e segurança dos cuidados prestados, em condições hoteleiras mais alinhadas com os atuais padrões”. “Sendo um investimento imprescindível e estruturante em áreas clínicas, permitirá a gestão dos recursos disponíveis, alicerçada em critérios de eficácia e eficiência, numa perspetiva de obtenção de valor, permitindo reforçar a confiança, quer dos doentes, quer dos profissionais”, reforçou a presidente.

No início de 2022, a unidade hospitalar concluiu a instalação de dois aceleradores lineares, num investimento global de 5,83 milhões de euros.

Segundo Margarida Ornelas, neste momento encontra-se em fase de concurso a aquisição de dois equipamentos de tomografia computorizada e uma câmara gama com tecnologia híbrida de tomografia computorizada, num investimento previsto de 2,1 milhões de euros.

Para sinalizar o “marco histórico” dos 60 anos de atividade, o conselho de administração do IPO de Coimbra nomeou uma comissão organizadora, que vai promover um conjunto de atividades durante este ano, de modo a “dignificar a história, o presente e o futuro da instituição”.

A coordenadora Regina Silva adiantou que o programa das comemorações assenta em seis eixos: pessoas, comunidade, cuidado, memória, ciência e futuro, sendo que cada um terá uma ou mais atividades, que incluem conferências, exposições e sessões de trabalho, entre outras ações.

Para o encerramento das celebrações, em novembro deste ano, está previsto a colocação de uma cápsula do tempo, com testemunhos de profissionais, representativos de cada grupo profissional, com a finalidade de serem lidos futuramente, a realização de uma gala no Convento São Francisco, em Coimbra, e a inauguração de uma peça escultória, coordenada pelo pintor Vítor Costa, que vai envolver artistas nacionais e internacionais.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM