24 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

LUCINDA FERREIRA

Intuição

27 de Setembro 2019

Há anos que venho estudando o funcionamento da mente humana.

Quando expressamos o conhecimento que adquirimos, é certo que a nossa sinopse resulta do estudo de pesquisas várias, que se debruçaram sobre os assuntos que nos interessam.

A partir daí, fazemos a nossa síntese final, que sempre se vai alargando. Isso orienta as nossas escolhas e experiências. Defendemos agora pontos de vista de outras mentes que se abriram e semearam as suas ideias.

Ora, aquando da minha abordagem e estudo do Método Silva, Mind Control, a intuição surgiu pura e cristalina, como ferramenta que todos possuímos e que tem distinguido grandes criadores e inventores que a escutam. Valorizam.

Esse poder incrível da nossa intuição é global. Apriorístico e imediato. A voz do nosso coração que nunca nos trai?

O coração, que ultimamente se sabe, ter um poder e alcance para além do cérebro.

Embora, século 17, Blaise Pascal, que marcou pontos na reflexão da abordagem do Método Científico, já dissera que o coração tem razões que a razão desconhece.

E Raymond Radiguet acrescentara ainda, que “Se o coração tem razões que a razão desconhece, isso deve-se ao facto de a razão ser menos sensata do que o coração”.

E mais… A razão pode advertir-nos do que é preciso evitar; só a intuição nos diz o que há que fazer – Joseph Joubert.

Mas a postura ocidental dos velhinhos do Restelo teimam em defender acerrimamente, que só a razão é que tem a primazia sobre qualquer abordagem do Conhecimento. E não arredam pé desta postura, para não perderem terreno e continuarem na sua arrogância de únicos iluminados, possuidores da chave do saber.

Há dias, passando os olhos sobre um artigo científico, sobre o cérebro, na revista Visão, lá mesmo desprezavam a intuição, quase como um “conhecimento” de atrasados mentais. Tive que sorrir…

Até os animais possuem intuição!

O pinguim, por exemplo, quando o gelo começa a estalar sob os seus pés, sabe que chegou a hora de rumar para outras paragens, para a sua reprodução ter lugar.

Os humanos têm uma capacidade incrível de intuírem!

Antes de tudo acontecer, aquela vozinha da INTUIÇÂO segreda tudo que é importante sabermos. Aflora límpida. Serena e transparente em momentos de maior descontracção e nunca nos induz em erro.

(Samuel Butler dizia: A vida é como a música. Deve ser composta de ouvido, com sensibilidade e intuição, nunca por normas rígidas.)

Por que razão é que a maioria dos humanos desdenham e não se deixam guiar por este saber tão precioso. Exacto. Imediato. Infalível? Por que o humano julga. Escolhe não acreditar que a intuição é coisa boa. Acredita que não é capaz. Duvida de si próprio, quando isso é o que há de mais sagrado, visto que tudo o que é importante está de disponível dentro de si mesmo. Virado para fora, procura nos outros, culpa-os, do que eles não lhe podem dar. Bloqueia assim a sua capacidade mais grandiosa que lhe foi concedida, pelo Criador! Ignora a sua capacidade de “andar antes do tempo”. De cuidar para que tudo possa acontecer, como tem de acontecer”, para seu maior bem, conforme o intuído.

É urgente que os humanos trabalhem no seu autoconhecimento. Se virem para dentro e menos para fora, alucinados e inconscientes. Parem de bloquear todas as suas imensas capacidades. Agradeçam e acreditem mais em si próprios, como seres criados, com grande perfeição.

Jamais repetir: Eu não sou capaz. Eu não mereço. Isto é bom demais para mim.

Saber que se mentaliza isto e repetir, é mesmo o que está fazendo acontecer.

Desafiar os nossos medos. Enfrentá-los! Experimentar o que não gostamos, muda toda a nossa vida.

Mas acreditar na sua intuição é transmutador e mágico! Ela é poderosa e se não muda o mundo inteiro, muda seguramente o seu próprio mundo, para seu bem!

Uma das características do génio é a intuição: ver sem esforço o que os outros somente descobririam com grande trabalho – Jaime Balmes.

De que está à espera, perdendo tempo? Lembre-se que a Intuição necessita de sossego e silêncio. Não é na dispersão das redes sociais constantemente, nem no bulício trepidante da cidade, nos centros comerciais, que a intuição lhe falará. Busque a Natureza e todos os meios que conhece. Escute seu corpo para silenciar a sua mente, que mente, criando cenários catastróficos que nunca acontecem e só cria obstáculos. Acesse seus medos, suas emoções e liberto, a sua Intuição falar-lha-á…


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM