27 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Incubadora de base rural de Penela chega à meia centena de empresas

29 de Julho 2021

O Habitat de Inovação Empresarial nos Setores Estratégicos (HIESE) de Penela, em funcionamento há cerca de cinco anos, atingiu ontem as 50 empresas incubadas, com a captação de três empreendedores estrangeiros.

Na sessão evocativa, que contou com a presença da ministra da Coesão Territorial, o presidente do Município de Penela enalteceu o apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, “que acreditou no empreendedorismo de base rural”.

Luís Matias salientou que a taxa de sobrevivência no HIESE está ao nível de outras infraestruturas do género do país, contando com 33 empresas em permanência, que já originaram a criação de 14 novos projetos empresariais.

Entre os projetos inovadores, destacam-se a incubação de três projetos empresariais desenvolvidos por empreendedores da Síria, Israel e Brasil, nas áreas da produção de óleo de sésamo, desenvolvimento de software e armazenamento e produção de energia.

“Este sucesso do HIESE prova que a ruralidade não é antónimo de empreendedorismo ao contrário do que muitos pensam. Nos meios rurais também conseguimos apoiar jovens empresários com ideias e projetos inovadores”, congratulou-se, por seu lado, a ministra da Coesão Territorial.

Ana Abrunhosa sublinhou que no Interior “há espaço para o conhecimento, criação de novos negócios baseados em ciência e tecnologia e há espaço para pessoas qualificadas e de todo o mundo”.

“O HIESE é um exemplo que temos de multiplicar em vários territórios do Interior e de excelente aplicação de fundos europeus”, enfatizou.

Para a governante, o Interior “não está condenado ao abandono, à monocultura económica, nem à falta de projetos empreendedores, com futuro, que usam a ciência, a tecnologia, a inovação e trabalho qualificado”.

Segundo a ministra, as medidas do Governo têm “ido no sentido de apoiar empresas que já estão no Interior a expandir os seus negócios, a contratar novas pessoas, sejam com qualificação base ou altamente qualificadas, incentivos ao investimento na ciência e apoios aos municípios para criarem espaços de futuro prontos para receber empresas”.

Criado em 2016, fruto de um investimento de 1,30 HIESE é uma incubadora de base rural, que resulta de uma parceria entre o município de Penela e o Instituto Pedro Nunes Incubadora, que implementaram o atual modelo de gestão em 2017.

Neste momento, encontra-se em fase de ampliação, que deverá estar concluída em 2022, num investimento de 730 mil euros, comparticipado a 85%, que vai permitir incubar mais uma dúzia de empresas.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM