1 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Freguesias de Coimbra solidárias com as famílias mais necessitadas

13 de Dezembro 2019

Natal é época de solidariedade. Nesta quadra festiva, várias juntas e união de freguesia do concelho de Coimbra preparam largas centenas de recheados cabazes, que vão agora distribuir pelas famílias que vivem com mais dificuldades, assegurando-lhes assim também uma quadra mais recheada, acolhedora e feliz.

Conscientes de que são as entidades que estão mais próximas da população, conhecendo de perto as suas dificuldades, algumas juntas e uniões de freguesia (UF) procuram tornar mais acolhedor e feliz o Natal de muitas famílias que se deparam com muitas carências de ordem económica.

Assim, nesta quadra de celebração familiar, vão distribuir cabazes de Natal por muitas centenas de famílias, apoiando milhares de pessoas e procurando garantir, desta forma, que possam ter uma Consoada com todos os produtos que são usuais na mesa nesta noite de Natal.

Unidos pelo mesmo espírito, procuram levar mais conforto e alegria a tantas famílias que vivem diariamente com muito pouco. De uma forma geral, todos os cabazes reúnem bens essenciais, não perecíveis (como arroz, massas, enlatados, azeite, óleo, entre outros), mas também os produtos alusivos à quadra natalícia, onde não pode faltar o bacalhau e o bolo rei. E como o Natal é das famílias mas é especialmente das crianças, no caso dos agregados familiares sinalizados com filhos há também a preocupação de juntar um brinquedo, para que esta noite seja realmente mágica.

Esta onda solidária vai espalhar-se um pouco por toda a cidade e concelho, através destas doações mas também de outros eventos que têm como finalidade tornar esta época especial e envolvente, ajudando as pessoas a esquecerem, nem que por alguns momentos, os problemas do dia a dia.

UF de Coimbra vai apoiar cerca de 400 famílias

Apoiar quem mais precisa, tanto nesta época mas também ao longo de todo o ano, é uma das grandes preocupações da UF de Coimbra. O presidente, João Francisco Campos, lamenta que continue a haver “muita pobreza envergonhada” nesta UF, que engloba o território das extintas freguesias de Almedina, São Bartolomeu, Santa Cruz e Sé Nova.

Para além da habitual entrega dos cabazes de Natal, este ano o executivo realizou também um almoço solidário, na Brigada Ligeira de Intervenção, no antigo Quartel de Sant’ Ana, onde juntou cerca de 100 utentes das instituições da UF, proporcionando-lhes assim um dia diferente, de grande convívio e animação.

Vai proceder agora à entrega de cerca de 400 cabazes de Natal às famílias carenciadas. De acordo com o presidente, há algumas famílias que “são repetentes”, estando já a ser acompanhadas ao longo do ano pela comissão social de freguesia, mas há muitas outras que vão também beneficiar deste apoio, incluindo famílias estrangeiras que residem neste território, de forma a que possam ter um Natal mais reconfortante e com mais alegria. Os cabazes vão ser entregues em quatro dias, de quarta feira a sábado, em cinco locais distintos – Clube Real da Conchada e nas delegações de Almedina, Pedrulha, São Bartolomeu e Sé Nova.

João Francisco Campos lembra que este apoio tem um “simbolismo maior nesta época”, de forma a “torná-la mais acolhedora e feliz”, mas realça que a UF está sempre atenta às necessidades dos seus fregueses, entregando bens ao longo de todo o ano e procurando respostas para os problemas que vão sentindo no dia a dia, seja em que época for.

S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades entrega 300 cabazes

A entrega de cabazes de Natal às famílias que vivem com maiores dificuldades tem já grande tradição na UF de S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades. De acordo com o presidente Jorge Veloso, este ano vão ser entregues “cerca de 300”, havendo a preocupação da junta e da comissão social de “não repetir doações e de contemplar realmente aqueles que mais precisam”.

O processo de seleção, depois de efetuada a inscrição pela família, é feito num trabalho articulado com diversas entidades e instituições que, atuando na área social, ajudam a “identificar os agregados que mais precisam”.

Os cabazes são bem recheados, de forma a, como sublinha o autarca, “proporcionar um Natal mais feliz a quem vive com menos”. Os cabazes vão ser entregues no dia 21, entre as 8h00 e as 13h00, nas sedes da Junta de S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades. O executivo assegura, ainda, algumas entregas pontuais em casa, nas situações em que as pessoas têm comprovadas dificuldades em deslocar-se.

Freguesia dos Olivais solidária todo o ano

A Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais foi pioneira nesta iniciativa solidária de entregar cabazes de Natal. Contudo, o presidente da Junta, Francisco Andrade, considera que, até por respeito para com as pessoas, este deve ser um ato simples e discreto, não divulgando por isso nem o número de cabazes nem o dia em que serão entregues. Realça que a solidariedade é uma preocupação que o executivo tem ao longo de todo o ano e não apenas no Natal, traduzindo-se “em gestos diários, como o apoio a uma grávida que precisa de ajuda ou a uma freguesa que não tem dinheiro para comprar o gás”.

“Estamos atentos às carências que se vivem na freguesia e procuramos sempre responder aos pedidos de ajuda que nos chegam. É esta corrente solidária que mantemos todo o ano”, frisa.

Francisco Andrade lembra a grande dimensão territorial desta freguesia, bem como as centenas de pessoas que participam nas atividades da Junta e recorda que, depois desta quadra festiva, já em janeiro próximo, vai realizar-se uma grande gala sénior, evento onde se vai poder apreciar o trabalho que todos desenvolvem nas várias valências, encerrando assim num grande ambiente de festa as celebrações dos 165 anos da freguesia.

UF Santa Clara e Castelo Viegas prepara 250 cabazes

A entrega de cabazes de Natal às famílias mais necessitadas tem também grande tradição na UF de Santa Clara e Castelo Viegas. José Simão, presidente da UF, adianta que vão ser entregues este ano 250 cabazes a outras tantas famílias e também a algumas instituições que vivem com maiores dificuldades. A entrega está prevista para 21 de dezembro, entre as 10h00 e as 13h00, estando planeadas algumas entregas em casa, nos casos em que as pessoas têm dificuldades de mobilidade. De acordo com José Simão, cada cabaz tem pelo menos 23 produtos variados que asseguram que as famílias possam ter uma quadra mais recheada e feliz.

Nesta quadra natalícia, a UF gostaria ainda de oferecer uma “prenda” a toda a população, estando a sua concretização dependente da autorização da Câmara de Coimbra. O executivo quer colocar uma estátua de Santa Clara de Assis numa das principais ruas de Santa Clara, sendo também seu desejo batizar a tal rotunda com o nome de Rotunda de Santa Clara. A estátua é da autoria de Manuel Roxo, de Vila Nova de Gaia, e foi executada numa pedra de mármore, tendo 1,55 metros de altura.

José Simão recorda que esta inauguração era para acontecer a 25 de novembro, no âmbito das celebrações dos 165 anos da freguesia, tendo “faltado apenas a autorização camarária”. Espera que esta surja em breve, ainda antes do Natal. “Seria muito bonito, uma linda homenagem que prestaríamos à população nesta época festiva”, realça.

UF de Souselas e Botão promove convívio natalício

A época natalícia também vai ser assinada na UF de Souselas e Botão, com a realização de um convívio com os seniores, que deve reunir cerca de 400 pessoas. De acordo com o presidente Rui Soares, a ideia é juntar a população sénior das várias localidades num programa diferente, imbuído deste espírito natalício e marcado pela partilha, confraternização e animação.

O evento vai realizar-se no dia 22 de dezembro, a partir das 12h00, no Pavilhão Multiusos de S. Martinho do Pinheiro. “Queremos fazer deste um dia especial para os nossos seniores. O convívio tem já alguma tradição na freguesia mas este ano decidimos realizá-lo nesta época natalícia, tornando-o ainda mais especial”, realça.

O programa inclui almoço, lanche e muita animação musical, não faltando os sabores típicos desta época. Rui Soares adianta, ainda que, aproveitando a presença destas cerca de 400 pessoas, vai anunciar a criação da Confraria da “Sorda”, um “prato típico que faz parte da história da freguesia e que continua a ser muito apreciado por todos”. Na ocasião, serão dados os “primeiros passos” para a concretização deste projeto que deverá arrancar no início do ano, primeiro com a sua formalização e depois com várias realizações que ajudarão a manter vivo este prato que, ainda hoje, continua presente na mesa de muitas famílias, havendo também outras “réplicas” semelhantes noutros concelhos da região, como a “açorda”.

UF de Trouxemil e Torre de Vilela realiza passeio e almoço

A UF de Trouxemil e Torre de Vilela assinala esta quadra festiva com um passeio para as crianças das escolas e com um almoço solidário para a comunidade menos favorecida ou que se encontra mais isolada.

De acordo com o presidente da UF, Horácio Costa, o passeio realiza-se hoje e vai contar com a participação de cerca de 125 crianças das escolas da freguesia, que vão poder conhecer e divertir-se no Perlim, parque temático de Natal que está a decorrer em Santa Maria da Feira.

O almoço solidário está marcado para amanhã, a partir das 13h00, no Centro Cultural e Recreativo de Vilela, e deve reunir cerca de 100 pessoas, numa tarde de convívio e partilha onde não vai faltar também a animação.

Estes são mais dois eventos pioneiros que o executivo promove e que visam, como explica o autarca, “assinalar a quadra natalícia e proporcionar um dia diferente a todos os participantes. Horácio Costa assume que tem havido a preocupação de criar eventos diferenciadores, que “apostem no envolvimento com a comunidade e que permitam divulgar a UF pelos bons motivos”.

Ceira promove convívio de Natal

A Junta de Freguesia de Ceira promove amanhã o seu tradicional convívio de Natal, dirigido à população sénior. De acordo com o presidente Fernando Santos, o convívio “consiste numa viagem até ao Norte do país, com uma paragem em Lamego para visita ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios”. Segue-se um almoço e lanche com animação musical, na Quinta Casa das Hortas, no concelho de Baião.

Desta forma, a Junta pretende proporcionar, mais uma vez, “um dia diferente aos seniores da freguesia, com cerca de 300 cidadãos a poderem conviver, dançar e partilhar memórias com amigos e conhecidos da sua infância”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM