18 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Figueira da Foz admite construir nova ponte sobre o Mondego para reduzir custos

23 de Fevereiro 2024

O Município da Figueira da Foz pretende construir uma ponte ciclável sobre o rio Mondego, em Alqueidão, para ciclistas e veículos de emergência, apenas.

Outrora foi pensada a criação de uma faixa de rodagem para automóveis, mas devido ao elevado valor do investimento, que ultrapassava os seis milhões de euros, e à falta de garantias de financiamento, o executivo municipal acabou por não levar o projeto para a frente.

Contudo, Pedro Santana Lopes, presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, explicou que “a vontade de fazer esta ponte não esmoreceu um segundo”, tendo anunciado a possibilidade de o município avançar com uma ponte só para ciclistas, peões e veículos de emergência.

O autarca afirmou que a Câmara está a fazer “todos os esforços” para levar a construção da ponte avante, mas que provavelmente terá de “mudar a fórmula e ir pela conceção [de novo projeto] e construção”.

É pretendido que, com este projeto, os custos baixem de forma considerável, uma vez que o projeto original da CIM Região de Coimbra, orçado inicialmente em pouco mais de um milhão de euros, já vai em “mais de quatro milhões”.

A nova travessia integra-se na rota europeia da Costa Atlântica Eurovelo 1.

O percurso, que terá uma extensão de 83 quilómetros, situar-se-á entre o sul do concelho da Figueira da Foz e o norte do município de Mira, atravessando, pelo litoral, o município de Cantanhede e passando por locais como o Museu Etnográfico da Praia de Mira, as Matas Nacionais e as lagoas aí existentes, o Cabo Mondego, o estuário do Mondego ou o Mosteiro de Seiça, entre outros.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM