14 de Outubro de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Festival Sofia alia música e património

12 de Julho 2019

Depois do sucesso do primeiro evento, o Festival Sofia está de regresso ao Palácio da Justiça. Promovido em parceria pelo Tribunal da Relação de Coimbra e Orquestra Clássica do Centro (OCC), esta segunda edição abriu em junho e vai prolongar-se até dezembro, espalhando a música pelos vários espaços deste Tribunal que celebrou a 8 de maio de 2018 o seu primeiro centenário.

O Festival Sofia foi um eventos que integrou a vasta programação, que se estendeu até maio de 2019 e que apostou numa maior abertura deste património à comunidade, contribuindo assim para uma maior proximidade com a cidade, dando a conhecer melhor não só as suas funcionalidades habituais mas também o património e a beleza que se escondem por detrás da fachada desde edifício que está situado na Rua da Sofia, zona classificada como Património Mundial pela UNESCO.

Com a realização deste Festival, o Tribunal da Relação pretende, como explicou o seu presidente, Luís Mendes, “dotar a Rua da Sofia, tanto quanto possível, de animação cultural adequada à monumentalidade da própria rua, que conta já com cinco séculos”. Por outro lado, este evento garante “o preenchimento regular dos espaços do Palácio da Justiça ao longo do ano”, continuando assim a aposta de o abrir, através de evento culturais, “aos cidadãos e à cidade”.

A presidente da OCC, Emília Martins, enalteceu também as potencialidades do Palácio da Justiça para receber estes concertos, que se vão espalhar pelos vários espaços, dos claustros às várias salas. Considera que o Festival aproveita “estes recantos de uma beleza especial”, possibilitando que os visitantes possam “conhecer melhor o Palácio por razões diferentes das habituais”, através de “concertos únicos”.

O Festival Sofia – Concertos no Palácio da Justiça abriu a 19 de junho com o Concerto à Lusofonia e continuou anteontem com uma serenata ao final da tarde. O programa segue a 20 de setembro, com o concerto do Quarteto de Cordas e Pedro Caeiro no acordeão. Para outubro estão agendados dois espetáculos, um no dia 4, com a atuação de Carlos Gutkin na guitarra clássica e da soprano Ana Paula Russo, e outro no dia 18, com a apresentação de David Wyn Lloyd na viola d´arco e Jed Barahal no violoncelo. O Festival prossegue em novembro, no dia 8, com o concerto dos Sopros da OCC e, no dia 15, com o espetáculo de Clarinete, Guitarra Portuguesa e Guitarra Clássica. Encerra a 18 de dezembro com um Concerto de Natal, com Canto, Clarinete e Piano.

Os bilhetes para estes espetáculos custam 10 euros. Para reservas ou outras informações, os interessados devem contactar a OCC, através do e-mail occ@orquestraclassicadocentro.org.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM