2 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Festas do Bodo celebram história e tradição em Pombal

26 de Julho 2019

Pombal vive uma das suas maiores celebrações. As festas do Bodo começaram ontem e prolongam-se até terça feira, com um programa que se espalha por toda a cidade e promete atrair muitos milhares de visitantes.

Referência no concelho e na região, as festas do Bodo estão recheadas de história, celebrando a cultura e as tradições, ao mesmo tempo que mostram o dinamismo da região, envolvendo todo o concelho e afirmando-se como uma montra privilegiada do que aí há de melhor e mais caraterístico.

Empresas ligadas aos mais variados setores de atividade, instituições e coletividades juntam-se neste evento que privilegia também a gastronomia regional e os produtos endógenos e tradicionais e continua a dar um especial destaque às celebrações religiosas e à animação musical.

Uma mostra de produtos locais, a exposição de atividades económicas, atuações de ranchos folclóricos, teatro de rua, dança, a exposição de cartoons do caricaturista António Antunes, o Bodo dos Pequeninos, o Rally Alitém, a Prova do Bodo/Derovo, a Corrida das Farturas, concertos e Dj’s são algumas das muitas atrações anunciadas para estes seis dias de festa.

A animação vai do Jardim do Cardal, onde se realiza o Bodo Antigo e onde se situam as barraquinas com os produtos locais, ao Largo do Arnado, palco dos grandes concertos. Há também atividades e diversões para todas as idades no Largo da Biblioteca.

Celebrações religiosas honram Senhora do Cardal

No programa religioso o destaque vai para domingo, às 17h00, com a celebração de missa e procissão pelas ruas da cidade, num momento solene que junta as tradicionais insígnias de todas as capelas da paróquia.

As celebrações em honra de Nossa Senhora do Cardal, que motivam as festas do Bodo, continuam a mobilizar muitos fiéis. Os vários eventos decorrem em simultâneo com o restante programa, ao longo dos seis dias. Hoje e amanhã, às 21h00 e às 21h30 respetivamente, na Igreja do Cardal, é celebrada missa e pregação.

Depois das celebrações de domingo, os fiéis voltam a reunir-se na Igreja do Cardal, às 9h00, para a celebração da eucaristia que marca o encerramento das festividades religiosas.

Espetáculos para todos os gostos

As festas do Bodo contam com um atrativo cartaz de espetáculos musicais, que prometem atrair multidões a Pombal. Esta noite sobe ao palco José Cid, seguindo-se amanhã o concerto de Blaya e no domingo de Gabriel O Pensador. Na segunda feira atua Carolina Deslandes e na terça, a encerrar, está Toy.

Estes são alguns dos momentos altos do programa destas festas. A abertura oficial está marcada para hoje, às 17h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, numa sessão que conta com a presença das entidades oficiais e da Confraria do Bodo.

O programa continua com a inauguração da Loja do Cidadão (Casa Agorreta) e a visita à Mostra de Atividades Económicas, que decorre na Zona Desportiva.

Amanhã destaque para as comemorações do XIV Capítulo da Confraria do Bodo, a partir das 11h00, que incluem um desfile pelas ruas da cidade. Realizam-se também a 37.ª Prova do Bodo, às 19h30, com partida do Viaduto Eng.º Guilherme Santos; a Corrida das Farturas, marcada para as 20h00, com início no edifício dos Paços do Concelho; e a super especial noturna do Rally Alitém, a partir das 21h00, no Casarelo, Mercado Municipal e Castelo.

No domingo à tarde, a partir das 16h00, realiza-se uma arruada que junta a Filarmónica Artística Pombalense, a Sociedade Filarmónica Vermoilense e a Sociedade Filarmónica Louriçalense. À noite o destaque vai para o folclore, com o desfile e festival, que contam com a participação dos Ranchos Folclóricos da Trofa, Torredeita, Casa do Povo de Pego e Típico de Pombal e, ainda, do Grupo Etnográfico do Lorvão. Também nessa noite, à meia noite, os visitantes podem apreciar o espetáculo de fogo de artifício no Castelo.

Recorde-se que as festas do Bodo têm origem muito remota, continuando a manter um caráter muito popular. São, no fundo, o grande momento de celebração dos pombalenses, com atrações para todos os gostos e idades.

A lenda, que é dada a conhecer no site das festas, liga estas celebrações a uma praga que atingiu os pombalenses e a uma mítica D. Maria Fogaça, pessoa muito devota. Conta então a tradição que uma praga de gafanhotos e lagartas afligiu a população, invadindo ousadamente as suas habitações, contaminando os alimentos e até caindo em nuvem dentro dos vasos onde as mulheres levavam a água, obrigando ao uso de um pano para a coar. Esta vexação era tão insuportável que obrigou o povo a ir à Igreja de S. Pedro, então matriz da vila, e aí principiarem uma procissão de preces, que acabou na Capela de Nossa Senhora de Jerusalém. Realizou-se missa cantada, prometendo-se uma festa, se esta os livrasse de tão grande calamidade.

A Senhora de Jerualém atendeu às súplicas do povo e celebrou-se missa de ação de graças, num agradecimento que era para continuar no futuro. No ano seguinte, D. Maria Fogaça decide tomar por sua conta o total dispêndio da festa religiosa, tal foi “o empenho que houve canas, escaramuças, touros, fogos e danças”. Terá começado assim esta festa que, repleta de tradição, se mantém até aos dias de hoje.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM