17 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Sansão Coelho

EXIGIR A ÁREA METROPOLITANA DE COIMBRA

3 de Fevereiro 2023

EXIGIR A ÁREA METROPOLITANA DE COIMBRA

Já chega! Não precisamos que nos venham cá dizer que estamos ensanduichados entre Lisboa e Porto e que a bipolarização é cada vez maior. COIMBRA tem de encontrar políticos interventivos e que catapultem a cidade e a região. Não estou a fazer qualquer acusação a quem governa ou a quem governou a cidade. O indispensável, neste tempo, é criar um coletivo de personalidades que puxem pela cidade e pela região. Sempre defendi a regionalização, apesar de o país não ser extenso, mas há países mais pequenos que optaram de forma brilhante e produtiva pela regionalização. NESTE MOMENTO URGE CRIAR A ÁREA METROPOLITANA DE COIMBRA envolvendo a Comunidade Intermunicipal. Muitos falam nesta proposta, mas pouco ou nada fazem: só falam.

AVERSÃO À FERROVIA

Há uma aversão à ferrovia na nossa região que nos faz pensar o que os motiva a tal. Como é possível terem encerrado os ramais ferroviários da Lousã e da Pampilhosa? Quem foram os políticos que fizeram frente a este desmando baseado em decisões lisboetas? Agora é aquele troço pequeno, mas fundamental, entre COIMBRA-A (Estação Nova) e COIMBRA-B (Estação Velha) que querem encerrar. Apesar do Metro de Autocarros estar proposto para fazer também esse trajeto é uma nova machadada em Coimbra e na Baixa da cidade o que pretendem fazer com o encerramento da via férrea e da Estação Nova. Já falta paciência para perceber estes desaires. Contudo, o pior que pode acontecer, será o silêncio dos conimbricenses.

O PERIGO DA CONDUÇÃO SOB EFEITO DO ÁLCOOL

Há quase diariamente notícias a darem conta de condutores embriagados nas estradas da nossa região. A fiscalização da polícia é importantíssima, mas não é tudo. Será fundamental encetar campanhas de esclarecimento para os perigos que surgem com o consumo excessivo de álcool nos condutores.

ANTÓNIO RAMOS EVOCADO

Amanhã, dia 4, ao fim da tarde, na Galeria da MAGENTA, vai ser evocado na Figueira da Foz, ANTÓNIO RAMOS SILVA, fotógrafo artístico e um ativo colaborador no associativismo para além de dinamizador da arte e do artesanato. Faleceu no ano passado, mas deixou marcas positivas e que motivam esta justa homenagem póstuma.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM