21 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Euro2020: Portugal defende título no Euro da “descentralização”

10 de Janeiro 2020

A contagem decrescente está em marcha. Dentro de seis meses o mundo da bola estará de olhos postos no Campeonato Europeu de Futebol, numa 16.ª edição marcada pelo inédito facto de não ser um país apenas a acolhê-lo, mas sim… 12. Efectivamente, serão 12 países, com uma cidade por país, a receber jogos da maior competição de selecções do Velho Continente, que tem a turma lusa como campeã em título – conquistado em 2016 – e arranca a 12 de Junho.

Roma (Itália), Baku (Azerbaijão), São Petersburgo (Rússia), Copenhaga (Dinamarca), Amesterdão (Holanda), Bucareste (Roménia), Londres (Inglaterra), Glasgow (Escócia), Bilbau (Espanha), Dublin (Irlanda), Munique (Alemanha) e Budapeste (Hungria) são as cidades escolhidas para a realização dos 51 jogos do Euro2020.

Igualmente ao invés do habitual, nenhuma selecção teve direito à qualificação automática, por ser anfitriã da prova, todas as 55 equipas dos países que integram a União Europeia de Futebol (UEFA) tiveram de garantir em campo o apuramento para um dos 24 lugares disponíveis na fase final.

O jogo de abertura está marcado para o dia 12 de Junho, no Estádio Olímpico de Roma e a grande final vai disputar-se a 12 de Julho no mítico Estádio de Wembley, em Londres.

No passado dia 30 de Novembro realizou-se o sorteio dos grupos, que ditou um emparelhamento muito complicado para Portugal, que terá de medir forças, numa primeira fase, no grupo F, com Alemanha e França e ainda com um dos vencedores do playoff.

Nos restantes grupos, estão colocados Turquia, Itália, País de Gales e Suíça (A); Dinamarca, Finlândia, Bélgica e Rússia (B); Holanda, Ucrânia e Áustria (C); Inglaterra, Croácia e República Checa (D); e Espanha, Suécia e Polónia (E), sendo que nos grupos com apenas três equipas se aguarda ainda a definição dos vencedores dos jogos do ‘play-off’, que ditarão a entrada de quatro selecções.

Os jogos da primeira fase decorrerão entre 12 de Junho (Turquia-Itália é o jogo de abertura) e 24 de Junho, apurando-se para os oitavos-de-final (jogos entre os dias 27 e 30) os dois primeiros de cada grupo e os quatro melhores terceiros classificados.

O mês de Julho está reservado para as restantes fases da competição, registando-se a curiosidade de caso Portugal se apure não vencendo o seu grupo e depois ultrapasse o adversário dos oitavos-de-final, disputará o encontro dos quartos-de-final a 4 de Julho, Dia da Cidade de Coimbra.

“Quartel” luso em Budapeste

A selecção portuguesa vai ter Budapeste como “quartel-general” durante a prova onde defende o título.

Segundo a Federação Portuguesa de Futebol, a comitiva lusa tem chegada prevista à capital húngara para o dia 11 de Junho, cinco dias antes do primeiro jogo na fase de grupos do Euro2020, ainda com adversário a determinar, que vai sair das equipas que disputam o ‘play-off’, e que será uma destas oito selecções: Islândia, Roménia, Bulgária, Hungria, Geórgia, Bielorrússia, Macedónia ou Kosovo.

A selecção orientada por Fernando Santos vai jogar duas partidas em Budapeste, a primeira com um adversário a determinar no dia 16 de Junho, e a segunda com a campeã mundial França, no dia 24 de Junho. Pelo meio, Portugal vai viajar para Munique, onde defronta a Alemanha no dia 20 de Junho.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM