25 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Estórias de Santa Clara: Roubar é pecado… e não compensa!

30 de Novembro 2018

Por José Simão

Estive internado durante quatro anos no Convento de Santa Clara em Vila do Conde. Acho que Santa Clara me quer muito bem ou anda a perseguir-me. O majestoso convento era gerido por salesianos, que impunham uma disciplina e um rigor dignos de filme. Lá a vida era muito penosa para crianças como eu, dos 11 aos 16 anos. Estudávamos, trabalhávamos, tínhamos dezenas de momentos de oração por dia, incluindo missa diária e orações da noite. O rigor era tanto que tínhamos os bolsos das calças cosidos, dormíamos com as mãos cruzadas no peito, não podíamos estar na cama de lado nem com os joelhos levantados, em quase cinco anos que lá estive internado nunca vi as pernas do meu companheiro de camarata, só tirávamos as calças já enfiados na cama.

Ao domingo saíamos a dar uma volta pela vila, se nos tivéssemos portado bem durante a semana, sempre vigiados pelo padre e um dia fomos visitar uma seca do bacalhau, o diabo tentou-me e roubei um bacalhau pequenino do tamanho dum carapau aberto. Escondi-o junto ao peito para o comer mais tarde, nunca me lembrei que tinha de demolhá-lo e cortá-lo. Abreviando, cortei-o à dentada, mas só um bocadinho pequenino e para o comer tive de o molhar na latrina, nem 25 gramas tinha. Rebentou-me a boca, depois ainda tive de desfazer o bacalhau à dentada para o meter latrina abaixo, sem deixar vestígios. Moral da história, nem sempre tiramos proveito do que não é nosso. Serviu-me de lição para sempre.

Poderá também ouvir as Estórias de Santa Clara contadas por José Simão, presidente da União de Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas, às sextas feiras no programa da manhã da Rádio Regional do Centro (96.2 FM), entre as 7h00 e as 8h00. www.radioregionalcentro.com


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM