16 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

JOÃO PINHO

DDT – Os Donos Disto Tudo

22 de Março 2019

A Democracia não é o sistema político perfeito, tal como o liberalismo e capitalismo também o não são a nível económico e social. Contudo, não conhecemos melhor, dado que as alternativas, como sabemos, nos conduzem para a privação de direitos, liberdades e garantias fundamentais, com exploração e limitação das potencialidades de cada ser humano.

Enquanto não se desenha um outro mundo, assente noutra ideologia alternativa ao modelo estatal, mantemo-nos em período de transição, pelo que temos de ser pacientes e procurar contornar os obstáculos que a própria Democracia vai gerando.

Quem não conhece, por exemplo, os DDT, sigla retirada de um conhecido programa de humor da RTP e que traduz «Os Donos Disto Tudo»? São políticos, na maioria dos casos, abundantes nos municípios, que chegaram ao poder pelo voto legítimo, depositado nas urnas em face das aparentes qualidades pessoais ou dos programas apresentados.

Pareciam, no início, gente sincera, tolerante, flexível e inclusiva. Contudo, depressa a máscara foi caindo, através de atitudes arrogantes, prepotentes e com tiques de ditadores. O poder alterou ou fez revelar a sua verdadeira face conduzindo ao afastamento de gente válida, utilizando critérios do tempo da velha senhora: silenciando através de testas de ferro os que pensam de forma diferente, bloqueando através de decisões unilaterais as boas ações independentes e em prol da comunidade, ou contratando snipers para aniquilarem os coelhos que saídos das tocas carregam punhados de ideias e projetos pelo menos tão válidos quanto os seus – e que por isso lhes podem fazer sombra, mesmo que ténue.

Aproveitando-se da fragilidade do sistema, os DDT vão corroendo os valores, princípios e missão da maturidade democrática, criando uma complexa teia de interesses, e agindo segundo os princípios duma época medieval que se julgava, definitivamente, ultrapassada: praticam o servilismo e o endeusamento da mesma forma que acreditam que é o sol que gira em torno da terra – consequência direta de se julgarem o centro do mundo, numa lógica imperial e dominial.

Não sei se por cá existem os DDT. Mas posso afiançar que tudo o resto existe.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM