28 de Setembro de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

Conímbriga Hotel do Paço reabre sexta feira

3 de Junho 2020

O Conímbriga Hotel do Paço e o seu Gavius Restaurante & Bar reabrem na sexta feira (5 de junho) com o mote “Tudo aqui tão perto!”. Este hotel, situado em Condeixa-a-Nova, assume-se como uma opção para quem “procura tranquilidade e uma piscina de eleição”.

Portador do Selo Clean & Safe, o hotel preparou os seus colaboradores e garante todos os cuidados de higiene e segurança, acrescidos pela aquisição de tecnologia desinfetante. Nesse sentido, aposta no “Check in” automático, no reforço de serviço aos quartos, de meios de comunicação internos e de soluções criativas, como piqueniques nos jardins.

Situado bem no Centro do país, proporciona aos clientes “charme e requinte”, dando-lhes a possibilidade de “dormirem num antigo palácio e aproveitarem a sua icónica piscina e o enorme jardim que a rodeia”.

A poucos minutos de distância, são múltiplas as opções e atividades. Podem explorar Coimbra, as ruínas de Conímbriga e o interativo PO.RO.S, o Parque Biológico da Serra da Lousã e o Templo Ecuménico Universalista, as Aldeias de Xisto ou as Buracas do Casmilo, sem esquecer as dezenas de inesquecíveis trilhos pedestres e BTT que atravessam o Sicó e a Serra da Lousã.

“Antes de ter sido incendiado nas invasões francesas, já neste local dormiram reis, rainhas e elementos da maior nobreza europeia. No início da década de 90, o edifício foi totalmente transformado numa Pousada de Portugal”, recorda a Fundação ADFP que assume agora a sua gestão.

No ano passado, readaptou-se e originou um hotel quatro estrelas, após passar a integrar a oferta de turismo com propósito social da Fundação ADFP. Atualmente, todo o saldo positivo que este hotel consegue gerar é destinado ao apoio aos mais vulneráveis promovido pela organização.

Em residências, a instituição sem fins lucrativos, de utilidade pública, apoia mulheres/mães em situação de pobreza, crianças “sem família“, jovens e adultos com deficiência ou doença mental, idosos doentes em fim de vida, refugiados e pessoas “sem abrigo”.

A aquisição deste hotel inseriu-se numa aposta da Fundação que assenta no desenvolvimento regional no âmbito da vertente turística, juntando-se assim ao Hotel Parque Serra da Lousã (Miranda do Corvo), do restaurante Museu da Chanfana, Parque Biológico da Serra da Lousã com Centro Hípico, e do Templo Ecuménico Universalista com Observatório de Religiões. Possui ainda os museus Espaço da Mente, Tanoaria e oficinas de artes e ofícios tradicionais e a cafeteria Museu diz Mel.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM