24 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Coimbra ganha progressivamente nova vida com desconfinamento

9 de Abril 2021

Depois de mais de dois meses de confinamento, que levaram a uma maior desertificação da cidade, Coimbra começa novamente a ganhar nova vida. A reabertura de escolas, equipamentos sociais, espaços culturais, feiras e esplanadas permite retomar alguma da ansiada normalidade e traz mais movimento e dinamismo à cidade.

O desconfinamento continua a ser feito de forma contida e cautelosa mas é um facto que o aliviar das restrições está já a mexer com a dinâmica de todos. Na segunda feira, os alunos do 2.º e 3.º ciclos regressaram às escolas para o terceiro e último período letivo e os equipamentos sociais na área da deficiência reabriram também. A par com estas duas importantes respostas para as famílias, há outras medidas que convidam as pessoas a sair de casa e a desfrutar da sua cidade, apesar de continuar a ser determinante que todos mantenham as regras de segurança.

A nível comercial, o destaque vai para a abertura das lojas com uma área até 200 metros quadrados e com porta para a rua e também para a reabertura das esplanadas. São também retomadas as feiras e mercados, tendo o Município de Coimbra autorizado a retoma da área não alimentar no Mercado Municipal D. Pedro V, na Feira dos 7 e dos 23, na Feira Dominical de S. João do Campo e na Feira do Bairro Norton de Matos. É retomada também a Feira das Velharias, que se realiza sempre no quarto sábado do mês.

A nível cultural foi também dado um importante passo na retoma da normalidade, com a abertura de museus, monumentos, palácios e galerias de arte. Dos equipamentos municipais, destaque para a Torre de Almedina, nomeadamente o Núcleo da Cidade Muralhada, que reabriu na terça feira com novos conteúdos e equipamento multimédia interativo e integrativo. Uma modernização da Câmara Municipal, parcialmente financiada pelo programa Promuseus19, que possibilita a todos os visitantes ficarem a conhecer melhor a história de Coimbra, a sua muralha medieval e a forma como essa condicionou a organização urbana da cidade, num ambiente mais dinâmico e apelativo, que permite uma apreensão mais intuitiva. Na reabertura deste espaço ao público, que ocorreu na terça feira, o presidente da autarquia, Manuel Machado, mostrou-se satisfeito com os melhoramentos que foram realizados neste núcleo museológico, demonstrando que durante o confinamento as equipas municipais estiveram a trabalhar “apesar das contrariedades e dos medos”. “A cidade apresenta-se com coisas novas e evidencia coisas antigas que são extremamente valiosas”, concluiu.

Nesta fase recomeçaram ainda as modalidades desportivas de baixo risco, a atividade física ao ar livre e a reabertura dos ginásios.

Um novo passo rumo à normalidade será dado no dia 19, com a reabertura do ensino secundário e universitário, bem como das lojas do cidadão, lojas, centros comerciais, cinemas, teatros, auditórios e salas de espetáculos. Abrem também restaurantes, cafés e pastelarias, embora com restrições na lotação e horário, encerrando às 13h00 ao fim de semana. O plano prevê que os limites de horário deixem de existir a partir de 3 de maio.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM