30 de Maio de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Coimbra evoca 25 de abril com um vasto programa

12 de Abril 2024

Abril é um mês particularmente especial para todos os portugueses, este ano torna-se mais efusivo por assinalar os 50 anos da Revolução dos Cravos. Por essa razão, a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) preparou um conjunto de iniciativas dirigidas a diferentes públicos e a decorrer em vários espaços do concelho.

Um concerto com a Brigada Victor Jara e uma Assembleia Municipal Jovem, contos sobre a Liberdade para o púbico infanto-juvenil e a apresentação da WebApp Roteiros de Coimbra – A Coimbra de Zeca Afonso, são algumas das propostas da CMC para celebrar os 50 anos do 25 de abril, numa programação que se vai prolongar até ao final do ano.

A Brigada Victor Jara, grupo que nasceu após a revolução em Coimbra, em 1975, vai atuar na Praça do Comércio a 25 de abril, num concerto que contará ainda com a participação do Grupo Folclórico e Etnográfico de Arzila, que nasceu em 1974, e o Coletivo Tanto-Mar, que junta músicos portugueses e brasileiros a viver em Coimbra. O concerto, intitulado “É Bonita a Festa”, terá início às 18h30, e irá contar com um momento em que os três grupos irão atuar em conjunto na Praça do Comércio.

Já na noite de 24 para 25 de abril, às 00h30, haverá uma intervenção urbana de poesia virtual da artista Aglaíze Damasceno, intitulada “Dentro de Ti Ó Cidade”, no Largo da Sé Velha, onde todos os anos decorre a “Queima do Facho” e onde se situa a casa onde Zeca Afonso viveu.

Para além do concerto, haverá ainda uma Assembleia Municipal Jovem em que irão participar representantes das escolas secundárias do concelho, da parte da manhã, pouco depois da sessão solene dos 50 anos do 25 de Abril, a ter lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra.

Durante o dia em que se celebra a Revolução dos Cravos, será ainda inaugurada a Coimbra BD, que este ano tem como tema a “Liberdade”, e a apresentação do roteiro turístico em torno da Coimbra de Zeca Afonso.

José Manuel Silva, presidente da CMC, referiu que o município procurou agregar e divulgar as múltiplas iniciativas da sociedade civil e de outras instituições da cidade que irão celebrar o 25 de abril, optando por não concentrar as celebrações do município naquele dia.

Iniciativas chegam até Setembro

A comissão constituída pela Câmara de Coimbra para celebrar esta data no concelho optou por dedicar o grosso das iniciativas para setembro, altura em que estão pensadas várias propostas artísticas que convocam a participação e criação coletivas.

“Haverá um momento muito simbólico em setembro”. A Câmara está de alma e coração nas comemorações do 25 de abril”, vincou o autarca, referindo que o município alocou cerca de 100 mil euros para as celebrações.

Também o residente da comissão, vice-Reitor da Universidade de Coimbra, Delfim Leão, reafirmou a necessidade de não saturar a programação “que já se previa rica” para abril, referindo que haverá vários eventos culturais entre 20 e 22 de setembro para assinalar o 25 de abril.

Entre as várias acções programadas haverá propostas direcionadas para o envolvimento com a comunidade, nomeadamente um documentário de Tiago Cravidão, que vai dar voz às pessoas das várias freguesias do concelho sobre como viveram abril.

Outra das propostas, intitulada “E se fizéssemos tudo outra vez?”, de Madalena Vitorino, irá resultar numa criação coletiva que possa “levar mais longe a interpelação sobre abril”, esclareceu.

“A música é que nos dá a senha e o ponto de partida e também estará presente num espetáculo final, com uma matriz comunitária e com artistas bem conhecidos que procurarão trazer toda a comunidade para a celebração final”, realçou.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM