19 de Maio de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Coimbra debate amanhã desafios das Capitais Europeias da Cultura

15 de Março 2019

Quinze personalidades nacionais e internacionais vão reunir-se, amanhã (16 de março), no Convento São Francisco, em Coimbra, onde vão analisar os desafios das Capitais Europeias da Cultura. Promovido pela Câmara de Coimbra, este Fórum Internacional, designado FOR1C , decorre das 10h00 às 20h00 e tem entrada livre.

Ao longo do dia, vão estar em análise os pontos fracos e fortes, as oportunidades e também as ameaças que se apresentam perante uma cidade que pretende ser Capital Europeia da Cultura no século XXI. A primeira sessão, logo às 10h10, vai abordar a questão dos pontos fortes, contando com a participação dos oradores Ana Abrunhosa, Clara Almeida Santos e Ludovic Thilly. Segue-se, às 11h40, a segunda sessão, sobre os pontos fracos, que conta com a intervenção de Edson Athayde, Hugo de Greef e Isabel Pires de Lima.

O Fórum continua à tarde, a partir das 15h00, com um debate dedicado às oportunidades, que tem como oradores Guilherme Imperial, Jean-François Chougnet e José António Bandeirinha. O programa segue, às 16h20, com António Feijó, Boaventura Sousa Santos e Cátia Antunes a abordarem a questão das ameaças.

O último painel começa às 18h00 e tem como oradores Artur Santos Silva, Elias Torres Feijó e Pedro Machado. Designado “Fórum C”, este será um “espaço de reflexão e discussão” em torno da letra “C” – de Coimbra, mas também de Cultura, Conhecimento, Ciência, Comunidade, Cidadania, e, naturalmente, de candidatura a Capital Europeia da Cultura. Pretende promover, de acordo com os promotores, “a união de esforços, pensamentos e sonhos sob o lema ‘For One Capital’”.

Em nota divulgada, a autarquia de Coimbra explica que este Fórum é “uma plataforma de todos e em que todos são convidados a participar, na busca de uma cidade em que a Cultura Europeia se reencontre e reinvente”.

Coimbra é uma Cidade Europeia de Cultura pela sua história, pelo prestígio da sua Universidade, pela singularidade do seu património material e imaterial, consagrado em 2013 pela UNESCO, pela importância das movimentações literárias, artísticas e científicas que a tornaram, ao longo do tempo, um foco disseminante de criatividade e inovação. O FOR1C celebra esse espírito e visão”, realça o Município.

Conduzida pela Câmara Municipal, a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura conta com o apoio formal, aprovado por unanimidade, e participação da Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra. Para além da própria Assembleia Municipal de Coimbra, a candidatura conta ainda com o apoio do Turismo Centro de Portugal, da Universidade de Coimbra, do Instituto Politécnico de Coimbra e do Lions Clube de Portugal.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM