26 de Janeiro de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

Casa Dignidade serve mais de 315 jantares por semana

10 de Janeiro 2020

Mais de 315 refeições são servidas semanalmente na Casa Dignidade, projeto social da Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) que está a funcionar, desde abril de 2017, junto ao Parque Verde de Coimbra, com o objetivo de proporcionar refeições quentes à população sem-abrigo da cidade.

Criado no âmbito do projeto “Sem-Abrigo Zero”, este ‘Refeitório com teto’ pretende, como explica a instituição, “garantir que as pessoas possam jantar sem ser na rua, podendo ter acesso a cuidados de higiene pessoal, como poder lavar as mãos antes de tomar a refeição”.

Funciona todos os dias, incluindo fins de semana e feriados, contando para tal com uma equipa de voluntários que garante a distribuição das refeições e todos os procedimentos que esta ação implica. De acordo com a Fundação, “em média, o ‘Refeitório com teto’ serve jantar a 45 pessoas, cerca de 15 sem-abrigo (vivem efetivamente na rua) e 30 sem-teto (que vivem em casas, barracões e fábricas abandonadas ou em quartos provisórios) durante a semana e 50 durante o fim de semana”.

Para além das refeições, a Casa Dignidade presta também apoio psicossocial, como encaminhamento para outros serviços sociais, económicos e médicos. Assegura ainda acompanhamento psicológico aos sem-abrigo e sem-teto que o desejem, garante cuidados de higiene e doa vestuário e agasalhos.

A Casa Dignidade funciona de segunda a sexta feira das 9h00 às 20h30 e ao fim de semana das 18h00 às 20h30. Para além do refeitório, dispõe de uma sala de convívio com aquecimento, permitindo aos utentes permanecerem acolhidos e estarem aconchegados enquanto esperam pela hora do jantar.

“A Fundação ADFP acredita que a intervenção com as pessoas sem-abrigo e/ou sem-teto deve ser ambiciosa apostando na dignidade da pessoa em pobreza extrema. Neste processo é fundamental apoiar pessoas que, na sua maioria, sofrem de alterações de comportamento, doença mental grave ou comportamentos aditivos com dependência de álcool ou outros estupefacientes”, explica a instituição, realçando que, para concretizar o projeto “Sem-abrigo zero” é necessário “apoio médico e psicológico” mas também “garantir hipótese de trabalho e casa/dormida com teto”.

Para além deste apoio à população sem-abrigo, a Casa Dignidade cede ainda espaços para outros projetos, como o “Incorpora” que visa a integração laboral de indivíduos desfavorecidos que apresentam vulnerabilidade social e/ou situações precárias com carência económica grave; Associação do Direito do Consumo que promove a defesa dos consumidores; e a Refood que tem como objetivo combater o desperdício alimentar fazendo chegar refeições a pessoas carenciadas.

“É objetivo da Fundação ADFP contribuir com ideias e trabalho comunitário para que Coimbra, cidade-lição, possa ser um exemplo nacional, assumindo-se como a primeira cidade de média dimensão do país em situação de ‘Sem-Abrigo Zero’”, realça a instituição, acrescentando ainda que “para tal, importa concretizar uma intervenção comunitária de saúde e social, que aposte em dar um teto e garantir a inclusão laboral destas pessoas”.

Foi também com este espírito que a Casa Dignidade promoveu, nesta quadra festiva, uma ceia natalícia que, tal como sucedeu nos anos anteriores, proporcionou “um convívio de Natal entre utentes, colaboradores, dirigentes, voluntários e amigos”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM