15 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Câmara apoia com 440 mil euros a empresa que traz Coldplay a Coimbra

14 de Abril 2023

A Câmara de Coimbra vai atribuir um apoio financeiro no valor de 440 mil euros à Everything is New, empresa responsável pela realização de quatro concertos dos Coldplay na cidade dos estudantes.

A autarquia indicou que este protocolo de colaboração “é uma peça fundamental” na preparação dos concertos da banda britânica Coldplay em Coimbra, servindo para “colocar a cidade na rota dos grandes eventos mundiais”.

O Estádio Cidade de Coimbra acolhe, nos dias 17, 18, 20 e 21 de maio, a banda liderada por Chris Martin, que juntará mais de 200 mil pessoas nos quatro concertos previstos.

“Tendo em conta que cada concerto terá mais de 50 mil pessoas na assistência, no total serão mais de 200 mil, o que se traduz na maior audiência de sempre para uma banda/artista em Portugal. O recorde pertencia, até agora, a Ed Sheeran que, em 2019, juntou 120 mil pessoas em dois concertos no Estádio da Luz, em Lisboa”, evidenciou.

De acordo com o Município, além do “impacto mediático” que os espetáculos vão gerar, a atuação dos Coldplay vai refletir-se “sobremaneira na economia local”, sendo “os dois setores diretamente mais beneficiados o da hotelaria e da restauração, com evidentes proveitos financeiros”.

“Tão relevante quanto as receitas e o retorno económico para a cidade está o facto de estes concertos constituírem um produto estratégico para o turismo em Coimbra, não só pela enorme capacidade de atração de visitantes, mas também pelo efeito catalisador dentro da própria cidade”, justificou.

A Câmara Municipal destacou ainda que uma das principais virtudes deste evento passa por “promover a reflexão sobre a política de cooperação entre os agentes com interesses na promoção cultural e turística do Município, capaz de aumentar a competitividade de Coimbra”.

A 26 de agosto de 2022, um dia depois da confirmação das datas dos concertos, “a capacidade das unidades de alojamento do concelho estava esgotada para o período em que decorrem os espetáculos, num total de 7.947 camas, distribuídas por 26 unidades hoteleiras e 521 de alojamento local”.

A pernoita de visitantes irá, ainda, “estender-se aos concelhos vizinhos, o que significa que acaba por alavancar, não só a economia do concelho de Coimbra, mas de toda a região”, reforçou.

Segundo a autarquia, dos 200 mil bilhetes vendidos, apenas 3,8% foram comprados no distrito de Coimbra, “concluindo-se que a esmagadora maioria dos visitantes vem de fora do distrito, o que significa que, mesmo que uma parte destes visitantes não fique alojada em Coimbra, irá, seguramente, consumir um conjunto alargado de bens e serviços, trazendo dividendos significativos aos agentes económicos do concelho”.

Reconhecendo a “grande projeção internacional dos Coldplay e o relevante interesse municipal do evento”, o Município de Coimbra pretende conceder à Everything is New “um apoio financeiro como contrapartida pela seleção, escolha e promoção da cidade e do Estádio de Cidade de Coimbra para a realização dos espetáculos, num montante de 110 mil euros por cada concerto, o que perfaz um valor global de 440 mil euros”.

“Em caso de não realização de qualquer um dos concertos, fica a Everything is New obrigada a devolver o valor do apoio”, salientou.

 

Câmara responsável por substituir relvado após concertos

Além do protocolo prever o pagamento de 440 mil euros à Everything is New pela realização dos concertos, o documento estabelece várias outras obrigações ao Município. Entre elas, a substituição e ou reparação do relvado do Estádio Cidade de Coimbra, o que “inclui os sistemas de rega e sistemas de drenagem de águas”, bem como outros mecanismos que possam ficar “danificados ou inutilizados” face aos espetáculos.

A autarquia terá, assim, de substituir ou reparar o relvado até 1 de agosto, num acordo em que a promotora fica responsável por outros eventuais danos no recinto, nomeadamente, na pista de atletismo do Estádio Cidade de Coimbra.

O documento estabelece também que a Câmara deverá isentar a Everything is New de “taxas e preços municipais”. A promotora terá direito a usar o recinto de 1 a 25 de maio, “sem prejuízo da realização do jogo relativo à última jornada da Liga 3”, por parte da Académica, que ocorre a 6 de maio.

Avaliar um plano de mobilidade específico para o evento, criar um plano de coordenação, garantir a presença de meios da Polícia Municipal e dos Bombeiros Sapadores e garantir a limpeza do recinto antes, durante e após cada um dos concertos, são outras das obrigações previstas pela autarquia que não poderá promover ou usar a imagem dos Coldplay “sem a prévia autorização da Everything is New”.

Já a promotora tem de assegurar a presença do Município como parceiro nos cartazes e demais publicidade e divulgação dos concertos, garantir a colaboração da PSP, cumprir os prazos de montagem e desmontagem, salvaguardar que não existirão quaisquer danos na pista de atletismo e pagar os consumos de luz, água e gás durante o período de utilização do Estádio, entre outras obrigações.

O acordo estabelece ainda que a Everything is New terá de assegurar à autarquia “a disponibilização de convites, em número a ser definido, de comum acordo”.


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM