24 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Bolos de Ançã voltam a adoçar o Terreiro do Paço

12 de Abril 2019

A Feira do Bolo de Ançã regressa, no domingo (14 de abril), ao Terreiro do Paço. Oito boleiras vão trazer ao centro da vila centenas de bolos, convidando população e visitantes a desfrutarem dos sabores e aromas deste doce genuíno, confecionado com base nas receitas antigas e que continua a levar bem longe o nome de Ançã.

Com 19 anos de história e tradição, a Feira do Bolo de Ançã está de regresso ao Terreiro do Paço. Promovida pela AVANÇA – Associação para o Desenvolvimento e Promoção Rural da Qualidade de Vida do Meio Rural de Ançã, em parceria com a Câmara de Cantanhede e Junta de Freguesia de Ançã, esta feira continua a homenagear um tradição secular que tem ainda muito peso na vida quotidiana desta vila histórica.

Trata-se de uma iniciativa que, como recorda a autarquia de Cantanhede, “muito tem contribuído para divulgar e valorizar o caráter genuíno desta especialidade regional, servindo também para preservar o uso das técnicas tradicionais na confeção das suas três versões conhecidas: o Bolo Fino, o Bolo de Cornos e o Bolo de Ovos”.

São precisamente estas três versões que vão ser apresentadas na feira de domingo. De acordo com Cláudio Cardoso, presidente da Junta de Freguesia de Ançã, oito boleiras vão trazer centenas de bolos ao Terreiro do Paço, continuando assim a “promover e a dar a conhecer o genuíno Bolo de Ançã”, um “dos pilares da Freguesia” que continua a “transportar o seu nome”.

“O Bolo de Ançã é um bolo muito específico, muito típico e muito tradicional que queremos não só valorizar como também proteger”, realça o autarca, assumindo que uma das grandes preocupações do executivo, bem como de outras entidades, passa por “acabar com as imitações” que têm vindo a surgir.

“Este é um bolo que é comercializado nas ruas, pelas próprias boleiras. É de lamentar as más imitações que têm surgido e uma das nossas batalhas passa precisamente por acabar com isso. Estamos a recorrer a todos os mecanismos legais à disposição da Junta para proteger este doce e evitar a sua descaraterização”, sublinha Cláudio Cardoso, adiantando que essa defesa poderá passar pela “certificação e também pelo imprimir ao Bolo de Ançã alguns padrões de qualidade e algumas exigências que possam contribuir para a sua proteção”.

O presidente de Ançã defende que a “tradição tem que ser respeitada” e lembra que “o segredo deste bolo está literalmente na mão das boleiras, nos seus gestos e saberes ancestrais acumulados ao longo dos anos e que foram sendo transmitidos de geração em geração”.

“O segredo da qualidade do Bolo de Ançã está literalmente ‘nas mãos’ das boleiras, está nos ‘gestos’, no saber ancestral acumulado e transmitido de geração em geração de boleiras até aos dias de hoje. O processo de fabrico artesanal aliado ao bater da massa pelas mãos experientes da boleira, e à temperatura certa do forno de lenha, tornam-no um produto artesanal peculiar e símbolo do património gastronómico da Beira Litoral”, realça a Junta de Freguesia, sublinhando que este fabrico tradicional tem sido mantido “através de várias gerações de boleiras” que, com os seus açafates recheados, levam o bolo diretamente para a mão do consumidor.

É essa genuinidade que vai marcar mais uma edição da Feira do Bolo de Ançã. O certame abre às 10h00 e conta com animação pelos gaiteiros. Meia hora depois começam as visitas guiadas pela vila, mediante inscrição no Posto de Turismo. À tarde, a partir das 15h00, há animação cultural e jogos tradicionais e, às 17h00, são entregues os diplomas de participação às boleiras e decorre a prova pública do Bolo de Ançã.

Tal como tem sido habitual, a par com este evento decorre ainda uma feira de artesanato e, a pensar nos mais novos, realiza-se um ateliê infantil, onde podem meter a “mão na massa” e aprender a confecionar este famoso bolo que vai ser feito ao vivo, para que todos possam apreciar os “segredos” que envolvem este processo. Há também um stand dedicado “Às mil maneiras de comer Bolo de Ançã”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM