22 de Maio de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Bandeiras Azuis vão ser hasteadas em 81 praias do Centro

3 de Maio 2019

As praias do Centro de Portugal vão hastear, este ano, 81 Bandeiras Azuis, mais oito do que em 2018, um número que atesta a qualidade das águas nesta região.

De acordo com a lista divulgada, na terça feira, pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), este galardão vai ser exibido em 352 praias portuguesas. Destas, 81 estão no Centro, nomeadamente 55 costeiras (mais seis que em 2018) e 26 interiores (mais duas). A nível percentual, 23 por cento das praias galardoadas estão neste território e a nível das praias fluviais 26 das 36 distinguidas situam-se nesta região. De sublinhar que é também no Centro que está a única praia do mundo que ostenta a Bandeira Azul desde que este galardão foi criado, em 1987. A Praia de Mira vai hastear, assim, esta Bandeira pelo 33.º ano consecutivo.

De registar também que, além das 55 praias costeiras e 26 praias interiores, duas embarcações de ecoturismo que operam na região foram igualmente distinguidas – a Argus e a Bennu, ambas na Nazaré.

O Turismo do Centro de Portugal congratula-se com estes resultados, que atestam a qualidade das praias da região. “A qualidade das zonas balneares do Centro de Portugal é um dos grandes trunfos desta região. A faixa atlântica, que se estende de Ovar a Torres Vedras, é sinónimo de águas límpidas e areais intocados, sendo de sublinhar que a praia há mais tempo distinguida com Bandeira Azul em todo o mundo está no Centro de Portugal. E, ao contrário de outras regiões, conseguimos também oferecer a quem nos visita praias interiores verdadeiramente paradisíacas, onde há espaço e tempo para usufruir do melhor que a natureza tem para nos oferecer – um luxo no século XXI”, sublinha o presidente, Pedro Machado.

Esmoriz, Cortegaça, Areinho, Furadouro, São Pedro de Maceda e Torrão do Lameiro/Mareta (Ovar); Torreira, Monte Branco e Bico (Murtosa); São Jacinto (Aveiro); Barra e Costa Nova (Ílhavo); Vagueira e Areão (Vagos); Poço da Cruz e Praia de Mira (Mira); Praia da Tocha (Cantanhede); Quiaios, Buarcos, Figueira da Foz-Relógio, Cabo Mondego, Cova Gala, Cova Gala-Hospital, Murtinheira, Tamargueira e Leirosa (Figueira da Foz); Osso da Baleia (Pombal); Pedrógão Centro (Leiria); Paredes de Vitória e São Martinho do Porto (Alcobaça); Nazaré e Salgado (Nazaré); Praia do Mar e Foz de Arelho-Lagoa (Caldas da Rainha); Baleal Norte, Baleal Sul, Cova da Alfarroba, Gambôa, S. Bernardino, Medão-Supertubos e Consolação (Peniche); Areia Branca, Areal Sul e Porto Dinheiro (Lourinhã); Santa Rita Norte, Santa Rita Sul, Navio, Mirante, Pisão, Física, Santa Helena, Centro, Formosa, Azul e Porto Novo (Torres Vedras) são as praias costeiras distinguidas.

A nível de praias interiores conquistaram o galardão as praias Quinta do Barco (Sever do Vouga); Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia); Vimieiro e Reconquinho (Penacova); Cascalheiras-Secarias, Piódão e Côja (Arganil); Alvôco das Várzeas e Avô (Oliveira do Hospital); Palheiros-Zorro (Coimbra); Peneda-Pego Escuro e Canaveias (Góis); Bogueira e Senhora da Piedade (Lousã); Louçainha (Penela); Valhelhas (Guarda); Pampilhosa da Serra, Pessegueiro, Santa Luzia e Janeiro de Baixo (Pampilhosa da Serra); Bostelim (Vila de Rei); Carvoeiro (Mação); Aldeia do Mato e Fontes (Abrantes) e Agroal (Ourém).

A cerimónia oficial da primeira Bandeira Azul de 2019 está marcada para 5 de junho, na praia de Valhelhas, no concelho da Guarda.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM