14 de Outubro de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Arte recorda e valoriza história da Pedrulha

4 de Outubro 2019

A Pedrulha está mais bonita. Dezanove de 22 obras de arte foram inauguradas no sábado, noutros tanto armários da EDP que se encontram distribuídos por algumas das principais ruas daquele bairro da cidade que, em tempos, foi uma das maiores zonas industriais de Coimbra.

Esta exposição de arte que agora pode ser apreciada pela comunidade e por todos os visitantes resulta da concretização do ArtEnergy, projeto vencedor do Orçamento Participativo (OP) de 2018 da União de Freguesias (UF) de Coimbra e concretizado em parceria com a EDP Distribuição. Da autoria da arquiteta Cláudia Lopes e tendo envolvido várias pessoas da localidade, este projeto surgiu, como recordou a autora na sua inauguração, com o objetivo de “promover a coesão social e melhorar a qualidade de vida urbana, valorizando a história e o potencial que esta zona tem”. Pretende, no fundo, que estas 22 obras de arte que se encontram distribuídas pelas ruas 1.º de Maio e 4 de Julho funcionem como o “cartão de visita” da Pedrulha.

O presidente da UF de Coimbra, João Francisco Campos, enalteceu as “estórias” que cada trabalho conta, dando a conhecer vivências que marcam esta área da cidade e que recordam tempos de grande dinamismo, nomeadamente das suas empresas, em trabalhos artísticos que levam os visitantes para “dentro” dos seus espaços, ao reproduzirem cenários que continuam vivos na memória de várias gerações, como sucede, por exemplo, com o armário inspirado na antiga cantina da fábrica Triunfo.

O autarca realçou o apoio da EDP, que preparou os armários e acautelou todas as condições de segurança, e manifestou o desejo de que “as pessoas possam agora apreciar esta exposição de arte” ao ar livre.

Em nome da EDP Distribuição, José Manuel Cardoso, congratulou-se com a concretização desta obra que se insere no programa social da EDP, que visa estar mais próxima das comunidades. Enalteceu o facto de “estes equipamentos, que são sempre perturbadores da cidade”, estarem agora mais atrativos e tornarem as ruas da Pedrulha mais bonitas.

Com um orçamento de 5.000 euros, a ArtEnergy contou com a participação de oito artistas, podendo cada um apresentar quatro propostas. Dois deles – Paulo Dias e Tiago Silva – estiveram presentes na inauguração.

No final da sessão, João Francisco Campos, anunciou que está a trabalhar com a EDP Distribuição, no sentido de poder replicar este projeto em algumas zonas do centro histórico de Coimbra, sendo sua intenção começar por Almedina, no âmbito das celebrações dos seus 900 anos, que arrancam este mês e se prolongam por um ano.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM