19 de Abril de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Olivais FC: 84 anos ao serviço do desporto e da comunidade

8 de Fevereiro 2019

O Olivais Futebol Clube (FC) festejou, na quarta feira, 84 anos. Uma vida longa ao serviço do desporto e da comunidade, marcado por muitas conquistas mas também por uma luta permanente para assegurar condições dignas aos cerca de 200 atletas federados que mantém em atividade. Enquanto em campo se batalha, a cada jornada, por uma nova conquista, na retaguarda a Direção continua a bater-se por mais espaços de treino e pela construção do tão ansiado novo pavilhão, projeto aprovado há já oito anos mas que continua à espera do necessário financiamento.

O típico “clube de bairro” que se apresentou à cidade de Coimbra a 6 de fevereiro de 1935 festejou, anteontem, 84 anos. Nesta data festiva, a Direção do Olivais FC quis juntar a vasta “família olivanense” num almoço de confraternização. Estava marcado para domingo mas, em pleno período de competição e com 11 equipas de basquetebol em atividade, tornou-se impossível reunir todos – Direção, atletas, técnicos, sócios e os muitos simpatizantes.

Jaime Carvalho e Silva adianta, contudo, que este encontro festivo vai realizar-se assim que possível. “A Direção vai voltar a reunir e vamos decidir nova data, que será oportunamente anunciada”, realça. O presidente do Olivais quer que todos possam “estar disponíveis para este almoço”, o que implica esperar que surja um momento em que não haja competição. “Conseguimos não marcar jogos em casa no domingo. Mas, em relação aos encontros fora, temos muito pouco controlo e vamos ter toda a formação feminina a jogar fora de casa neste domingo. Portanto não vamos poder fazer esse grande almoço comemorativo neste dia, realça.

Jaime Carvalho e Silva congratula-se com a forte adesão que este tipo de iniciativas tem sempre, mobilizando os sócios do Olivais, mesmo aqueles que moram longe da cidade. “A vasta família olivanense continua a estar muito presente. Mesmo quando há alguma atividade no pavilhão vem muita gente. O Olivais tem tido sempre, ao longo da sua história, um apoio muito significativo de todos os sócios”, sublinha.

Até à realização desse almoço festivo, as celebrações vão continuar a fazer-se dentro de campo, jornada a jornada.

11 equipas em competição

O Olivais tem, atualmente, 11 equipas em competição, envolvendo cerca de 200 atletas federados. Mantém, como realça o presidente, todos os escalões ativos, desde os Mini 8 (com 16 atletas) aos seniores. “Apesar de todas as dificuldades, da antiguidade do pavilhão e da falta de espaços para a prática de basquetebol na cidade de Coimbra, continuamos a ser um clube tremendamente ativo e com as nossas equipas a registarem um bom desempenho”, sublinha, destacando, por exemplo, “as duas equipas campeãs distritais, seis equipas em provas nacionais e as duas equipas seniores, com os seus altos e baixos”.

“Temos que nos considerar satisfeitos. Há muitos clubes que desapareceram e o Olivais continua muito dinâmico, mantendo-se com um número de atletas mais ou menos estável nos últimos anos”, frisa.

O número de atletas até poderia ser superior, caso o clube tivesse condições para os receber. Jaime Carvalho e Silva admite que “não tem sido feita grande campanha para a angariação de novos atletas porque o clube não tem depois espaços para os pôr a treinar”.

A falta de pavilhões para treinar basquetebol na cidade continua a ser uma preocupação, não só para o Olivais como também para outros clubes da cidade, havendo atualmente seis coletividades a praticar esta modalidade. Jaime Carvalho e Silva considera que Coimbra podia seguir o exemplo de outras cidades, como sucede já com Lisboa, onde a Câmara fez um acordo com o ministério da Educação, no sentido de disponibilizar 15 pavilhões de escolas entre as 17h00 e as 24h00. “São cedidos gratuitamente pela Câmara aos clubes. Era o que também devia ser feito em Coimbra e noutras cidades”, defende, sensibilizando as comunidades e o poder central e local para a importância da prática desportiva regular na formação das crianças e jovens.

O presidente do Olivais lembra que há vários estudos nacionais e internacionais que comprovam as “vantagens que a prática desportiva tem para o crescimento saudável”, não só pelos benefícios que tem no controlo da obesidade infantil mas também pelos resultados escolares, estando comprovado que “quanto mais regular é a atividade física nos estudantes maior é o seu sucesso escolar”.

Novo pavilhão continua à espera do financiamento

Se o tão ansiado projeto de construção de um novo pavilhão, para treinos, no espaço contíguo ao atual, avançasse, o clube já poderia acolher mais atletas e oferecer-lhes outras condições. Mas, apesar do projeto estar aprovado pela Câmara de Coimbra há já oito anos, continua por concretizar, por falta de financiamento. Com um orçamento previsto de 250 mil euros, este é um projeto que o presidente do Olivais considera “urgente” e do qual depende o próprio crescimento do clube. “Nós asseguramos a qualidade a nível desportivo e apostamos muito na formação. Mas estamos limitados pela falta de espaço. Podíamos ter muitos mais atletas se tivéssemos mais espaços. Esse é o problema principal para o desenvolvimento do basquetebol na cidade de Coimbra”, realça.

Dada a intensa atividade e também a antiguidade, o atual Pavilhão precisava também de algumas obras urgentes, tendo sido realizados alguns “pequenos arranjos” no âmbito dos Jogos Europeus Universitários. A Direção está agora a preparar a candidatura das restantes ao programa da Câmara de Coimbra que tem como finalidade a recuperação de instalações desportivas. Considera que a reabilitação das instalações e a construção do novo pavilhão são “obras prementes”, que solucionariam “os principais problemas do Olivais”, continuando essa a ser, portanto, “a grande prioridade” deste clube que fez esta semana 84 anos.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM