18 de Março de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Bolo de Ançã é um dos candidatos às “7 Maravilhas Doces de Portugal”

15 de Março 2019

O Bolo de Ançã é um dos doces candidatos ao concurso “7 Maravilhas de Portugal”. A Junta de Freguesia de Ançã apresentou, na semana passada, a candidatura, que integra as três versões deste famoso bolo – Bolo de Ovos (mais conhecido como Bolo de Ançã), Bolo de Cornos e Bolo Fino.

Titular da marca registada “Bolo de Ançã”, a Junta de Freguesia aposta assim na promoção deste bolo secular, um dos “grandes pilares identitários” desta vila do concelho de Cantanhede.

“Esta candidatura é o corolário da defesa e promoção do Bolo de Ançã que esta Junta tem levado a cabo, por considerar ser essencial para a Freguesia”, realça o presidente Cláudio Cardoso, recordando as palavras do escritor Fialho de Almeida (1857-1911), que disse que “um povo que defende os seus pratos nacionais defende o seu território”.

Muito conhecido e apreciado na Beira Litoral, o Bolo de Ançã é feito com ingredientes muito simples, como ovos, farinha, açúcar e manteiga. Trata-se de um bolo pouco doce e que apresenta alguma durabilidade. O Bolo de Ovos é o mais icónico e por isso denominado Bolo de Ançã. Vai duas vezes ao forno e tem uma “crista” característica deste bolo. O Bolo de Cornos não leva ovos e distingue-se pelo sabor da canela e do limão. O Bolo Fino é um bolo mais rico, pois leva mais ovos e margarina e a sua aparência é mais singela que a do Bolo de Ovos.

“O segredo da qualidade do Bolo de Ançã está literalmente ‘nas mãos’ das boleiras, está nos ‘gestos’, no saber ancestral acumulado e transmitido de geração em geração de boleiras até aos dias de hoje. O processo de fabrico artesanal aliado ao bater da massa pelas mãos experientes da boleira, e à temperatura certa do forno de lenha, tornam-no um produto artesanal peculiar e símbolo do património gastronómico da Beira Litoral”, realça a Junta de Freguesia, sublinhando que este fabrico tradicional tem sido mantido “através de várias gerações de boleiras” que, com os seus açafates recheados, levam o bolo diretamente para a mão do consumidor.

Com esta candidatura, a Junta pretende dar mais um importante passo para a promoção nacional do Bolo, ao mesmo tempo que quer apostar na valorização e preservação desta riqueza cultural, um trabalho realizado conjuntamente com as boleiras e associações que pretendam associar-se e apoiar a Junta neste desafio. Entre as prioridades está “acabar com o falso Bolo de Ançã” e, para tal, a Junta desafia as pessoas a comprarem o Bolo de Ançã “apenas nas boleiras de Ançã de forma a garantir esta experiência única e a qualidade do produto”.

Para além desta candidatura, outro passo importante foi dado na sexta feira, com o lançamento do selo dos CTT dedicado ao Bolo de Ançã, passando assim este doce a entrar, via postal, em milhares de casas portuguesas e além fronteiras.

Recorde-se que o concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” pretende eleger os melhores doces do país, nas seguintes categorias: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação. As candidaturas decorrem até domingo, 17 de março, podendo cada uma incluir sete doces.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM